Apesar da pressão do comissário europeu de mercado interno, Thierry Breton, ele mesmo ex-presidente da France Telecom, a Alemanha já avisou que será cautelosa no uso dos dados pessoais da telefonia móvel no monitoramento da Covid-19. 

Em entrevista de rádio nesta ultima terça, 31/3, a ministra da Justiça alemã Christine Lambrecht, disse que no país só serão utilizados os dados se houver autorização voluntária.

“É realmente uma infração se eu retiver esses dados. Concordo com todos que alegam que há uma chance de quebrar a disseminação da infecção, mas isso só é possível se aqueles que tem os dados em seus celulares móveis o façam voluntariamente”, afirmou a ministra.

O governo da Alemanha pretende lançar um aplicativo nas próximas semanas que ajude a rastrear as infecções pelo coronavírus, a partir de um amplo consenso político de adoção do uso dos dados móveis, depois de experiências bem sucedidas em países como Cingapura e Coreia do Sul.

* Com informações da Reuters

Fonte: Convergência Digital