A ISH Tecnologia, empresa atuante nos segmentos de cibersegurança, infraestrutura crítica e nuvens blindadas, conseguiu, mesmo em um ano difícil para a economia nacional, obter resultados expressivos em seus principais indicadores financeiros: o faturamento foi ampliado em 41% para R$ 175 milhões, o booking em 20%, a margem operacional em 39% e o EBTIDA em 44%. Outro resultado positivo é que a ISH terminou 2019 com backlog (volume de contratos a faturar) 34% maior que o ano anterior.

“2019 foi um ano desafiador para todo o mercado nacional, mas nós conseguimos entender às expectativas das empresas brasileiras em relação à infraestrutura de TI, segurança da informação, bem como cloud híbrida e privada, para viabilizar sua transformação digital, o que nos gerou muito trabalho e se refletiu em muitas conquistas”, afirma Rodrigo Dessaune, CEO da ISH Tecnologia.

Segundo o CEO da ISH, os resultados positivos se devem em parte ao maior foco da empresa na ampliação da oferta de soluções as a service, em especial de MSSP (Managed Security Services Provider), que foi ao encontro da maior procura dos clientes por fornecedores únicos, prontos a oferecer soluções completas, seguras e customizadas, pagas mensalmente, e com garantias de SLA (Service Level Agreement).

Outros fatores, apontados como relevantes para o crescimento obtido, foram os investimentos realizados para expandir a atuação da ISH junto à empresas privadas dos setores de finanças, saúde e varejo, entre outros, em especial nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e na região sul do País, assim como a criação de novas áreas estratégicas para tornar viável a conquista e superação de seus objetivos. “Nós aumentamos de forma considerável nossa carteira ao duplicar o número de empresas de finanças, principalmente com fintechs e bancos de médio porte, triplicar às de saúde e aumentar em 50% as varejistas. Um resultado muito proveitoso, que mostra nossa capacidade de diversificação da carteira”, informa Armsthon Zanelato, vice-presidente de Vendas.

No ano passado, a companhia criou também a diretoria de Inovação e Alianças, liderada pelo executivo Allan Costa (um novo sócio da ISH), com a missão de contribuir para que a ISH se torne o principal player do mercado na oferta de gestão de serviços de segurança da informação das Américas. A nova área também é responsável por aprimorar processos, buscar tecnologias inovadoras no portfólio de alianças, além de desenvolver produtos próprios e de parceiros por meio do ISH Labs e de governança das “spin-offs” derivadas.

Foi criada também a área de Customer Success, cujo objetivo é garantir que as necessidades e expectativas dos clientes sejam ouvidas e atendidas ou antecipadas pela ISH. “A ideia é que este departamento funcione com um ombudsman da ISH para o mercado, trazendo para o âmbito interno a perspectiva externa, com uma visão imparcial, ou seja, nos traga opiniões, reclamações e soluções para garantir cada vez mais excelência no atendimento aos nossos clientes”, explica Zanelato.

Em 2019, a ISH Tecnologia também aumentou sua infraestrutura para oferecer cloud híbrida e privada, com soluções de cibersegurança de última geração ao inaugurar um novo SOC (Security Operation Center) em Vitória (ES), que se soma aos outros dois – o primeiro instalado na capital capixaba desde 2006 e o outro em São Paulo, que entrou em operação em 2013. Esse crescimento em 2019 resultou na contratação de mais de 100 novos postos de trabalho para especialistas na área de TI – principalmente de segurança da informação -, de marketing e vendas.

“Nós tivemos um ano realmente muito bom, com ampliação de 25% na nossa carteira de clientes – que fechamos com mais de 500 clientes ativos. Para o próximo ano, nossa expectativa é aumentar o booking em 31% e o faturamento em 20%, com a geração de uma margem operacional 34% superior e EBTIDA 23% maior”, acrescenta Dessaune. O CEO da ISH acredita que será possível manter o ciclo virtuoso da companhia porque as empresas brasileiras estão investindo na transformação digital de suas estruturas.

Para atender às novas demandas mercadológicas, geradas pela retomada da economia e pela adoção de tecnologias disruptivas, para que as empresas conquistem novos clientes e consigam manter os atuais, a ISH continuará investindo em sua expansão e no aperfeiçoamento dos produtos e serviços que oferecerá ao mercado. “Este ano, queremos estruturar melhor nossa atuação em outras regiões e para isto abriremos duas novas filias – uma no Estado do Paraná para atender a região sul e outra em Goiás para atender ao Centro-Oeste. Também em 2020, iniciaremos nossas operações nos EUA, inicialmente por meio da spin-off Cyberpass”, informa Dessaune. Atualmente, a ISH já conta, além da matriz em Vitória (ES), com filiais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Dessaune ressalta que a empresa continuará com a estratégia de complementar seu portfólio, por meio da criação de soluções próprias e da aquisição de empresas com produtos complementares. “Para isto, contratamos um novo gerente de Produtos, que terá o desafio de transformar nossas ofertas tradicionais em soluções as a service, além de incrementar o desenvolvimento de novos produtos. Além disso, nossa diretoria de Inovação e Alianças estará empenhada em analisar concorrentes e startups com ofertas interessantes, que podem vir a agregar ao nosso portfólio”, detalha o CEO da ISH Tecnologia.

“Em 2020, nós investiremos mais de R$ 15 milhões em nosso projeto de expansão. Com isto, devemos dobrar o tamanho de nossa filial em São Paulo – triplicando a capacidade do SOC da capital paulista. Vamos também quadruplicar a capacidade do SOC de Vitória, tornando a estrutura completamente separada do NOC (Network Operation Center), aperfeiçoando ainda mais nossa excelência na oferta e a cibersegurança”, completa Dessaune.

Fonte: Convergência Digital