Relatório aponta que saúde foi o setor mais afetado por incidentes de violação, respondendo por 11,5% dos eventos

register-257986_1280.jpg

Embora o número de violações de dados tenha registrado queda no terceiro trimestre, bilhões de registros foram expostos globalmente, o que faz com que o total neste ano chegue a 36 bilhões, de acordo com a Risk Based Security, empresa global de inteligência de vulnerabilidade, violação de dados e classificação de risco.

O relatório “Data Breach QuickView” foi compilado a partir de análises humanas e automatizadas de relatórios disponíveis publicamente, solicitações de liberdade de informação (FOI) e notícias.

O estudo afirma que 2020 já despontava como o pior ano já registrado, mesmo antes dos 8,3 bilhões de registros extras que foram expostos no terceiro trimestre. No entanto, esses números incluem não apenas dados roubados, mas também configurações incorretas baseadas na nuvem que podem colocar as informações em perigo e resultar na captura delas por um agente malicioso.

O número de relatórios de violação de dados nos três primeiros trimestres do ano caiu 51% ano a ano, para 2.953. No entanto, o avanço dos ataques de ransomware fez aumentar o número de registros expostos. Embora tenham sido responsáveis ​​por 21% das violações relatadas nos primeiros três trimestres, pode ser que muitos mais não estejam sendo registrados.

O relatório aponta ainda que saúde foi o setor mais afetado por incidentes de violação, respondendo por 11,5% dos eventos. Curiosamente, duas violações no terceiro trimestre expuseram mais de 1 bilhão de registros cada e quatro violações expuseram mais de 100 milhões de registros. Portanto, as seis violações foram responsáveis ​​por cerca de 8 bilhões de registros expostos, ou mais de 22% do total.

As descobertas estão de acordo com as do Identity Theft Resource Center, que registra violações relatadas publicamente nos EUA. O órgão disse recentemente que o volume desses incidentes está no caminho de seu menor valor desde 2015.

Fonte: CISO Advisor (https://www.cisoadvisor.com.br/numero-de-registros-quebrados-bate-recorde-com-36-bilhoes-neste-ano/)