Por: Luís Osvaldo Grossmann
Saque em dinheiro do auxílio emergencial é liberado pela Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, revelou nesta ultima sexta, 17/7, que a plataforma Caixa Tem e o sistema de Auxílio Emergencial tem sido alvo de hackers para desvio dos pagamentos de R$ 600 aos brasileiros mais pobres. Segundo ele, a reação da Caixa é que causou instabilidade no sistema – que nos últimos dias têm sido relatada por outras instituições como a fintech PicPay.

“Parte dos problemas no Caixa Tem é que identificamos algumas contas utilizadas por hackers que estão fazendo bastante barulho”, afirmou Guimarães durante apresentação do calendário de pagamentos das duas novas parcelas do Auxílio Emergencial. Segundo o presidente do banco, nesta mesma sexta haveria uma reunião com a Polícia Federal. Guimarães também indicou que a própria Caixa teria invadido contas de Whatsapp de suspeitos.

“A gente já invadiu alguns grupos de WhatsApp de hackers e a gente já sabe bastente coisa e vamos passar para a Polícia Federal. Bloqueamos algumas contas usadas por esses bandidos e isso gerou algum tipo de problema. Então parte da questão do Caixa Tem vem de uma reação da Caixa Econômica Federal em relação a alguns bandidos que estão desviando dinheiro da população mais carente, que não vai perder porque pagaremos qualquer problema.”

O executivo não mencionou quantos beneficiários do Auxílio Emergencial foram prejudicados, nem quanto dinheiro foi desviado. É um percentual muito pequeno, mas dentro do volume que estamos pagando não deixa de ser um percentual. Então parte da questão do Caixa Tem é uma reação forte e decisiva da Caixa Econômica Federal contra qualquer possibilidade de desvio desse dinheiro. Nenhum brasileiro de bem sairá prejudicado.”

Fonte: Convergência Digital