Instituição implementou a tecnologia Nuance Security Suite, que identifica o pensionista por meio de sua impressão vocal. Esse tipo de validação de identidade tende a ganhar força no Brasil, principalmente diante de tendências como dupla autenticação e acesso remoto seguro

PorLéia Machado

A Pensiones Banorte é uma das maiores empresas do México em pagamentos de pensões. A instituição tinha o desafio de facilitar o processo de validação de identidade dos pensionistas com idade avançada de forma fácil e segura, sem a necessidade de o idoso sair de casa. Para solucionar o problema, a Pensiones Banorte adotou uma tecnologia de biometria de voz para verificação de identidade para que os pensionistas seguissem recebendo os benefícios da Previdência Social.

“Desde que o projeto Assinatura de Voz Banorte foi implementado, os pensionistas estão conseguindo fornecer a prova de vida sem sair de casa, mesmo se estiverem fora do país”, pontua Andres Gallegos, Sub-diretor de Atendimento ao Cliente da Pensiones Banorte. A instituição implementou a tecnologia Nuance Security Suite, que identifica o pensionista por meio de sua impressão vocal única, confirmando a prova de vida e eliminando a necessidade de verificar a identidade dos indivíduos têm dificuldade de se deslocar para ir até uma agência validar sua identidade.

A solução usa recursos de Inteligência Artificial e está disponível 24×7. Ao comparar a voz de um pensionista com sua impressão vocal individual, armazenada em arquivo, o sistema de biometria de voz valida de forma segura a identidade e impede que fraudadores recebam benefícios ilegalmente.

Minha voz, minha senha

Em entrevista à Security Report, Andre Andrade, VP de Vendas Enterprise para a América Latina da Nuance Comunications, explica que a biometria de voz é tão eficaz quanto outras biometrias. Com análise de mais de 100 características da voz, o software usa recursos de machine learning e Natural-language understanding (NLU) a fim de identificar variações de humor, tensão e intenção na voz.

Só nos Estados Unidos, a companhia tem mais de 4.500 patentes relacionadas à biometria de voz e tem forte atuação na América do Norte. Andrade explica que para 2020 o plano é ganhar capilaridade em outros países e o Brasil está na mira para ampliar as ofertas de biometria por voz, pautada na grande demanda por dupla autenticação, acesso remoto seguro e tendência do passwordless, com tecnologias que usam diferentes formas de autenticação.

“Estamos vivendo um momento único em todo mundo. Se antes, estávamos trabalhando em um ambiente corporativo com toda infraestrutura e proteção, hoje os colaboradores estão em suas casas e mais do que nunca a proteção no acesso remoto é essencial para o negócio”, destaca o executivo.

Pautada em ofertar uma ferramenta focada na experiência do usuário, a Nuance busca ganhar mais território no país, que já tem clientes em áreas como Finanças, Telecomunicações e Varejo. O software pode ser ofertado via canal ou venda direta, nos modelos on premise ou em serviços de SaaS.

Fonte: Security Report