Por: Ana Paula Lobo e Pedro Csota

O novo lema do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) e do Centro de Tratamento de Incidentes de Rede do Governo Federal é o de comunicar para educar e uma das ações para mostrar a mudança foi trocar o logo de um cadeado para uma chave.

“O cadeado é sempre fechado. A chave nos permite abrir quando mostramos transparência das ações e nos permite fechar quando se trata de proteger os dados do cidadão”, explica Ulisses Peixoto, que participou nesta sexta-feira, 13/03, da 14ª edição do Dia Internacional de Segurança em Informática- DISI, realizada pelo Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS), da RNP – Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, na Fábrica das Startups, no Rio de Janeiro.

Educar tem de ser prioridade na massificação das ações de proteção das redes e do acesso à Internet, insiste Peixoto, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital. Segundo o assessor do GSI, segurança cibernética é um tema recente e precisa estar à mesa de todos os debates. “Os ataques cibernéticos existem e vão evoluir. Nossas ações têm de ser mais proativas. Não podemos atuar como bombeiros. A prevenção é obrigatória”, reforça. Assistam a entrevista com o assessor do GSI e do CTIR Gov, Ulisses Peixoto.

Fonte: Convergencia Digital