Logo do app Signal

Por: Cesar Schaeffer

Aplicativo considerado mais seguro se tornou o serviço recomendado para mensagens instantâneas públicas

Adeus WhatsApp. Em outras palavras, esta foi a última mensagem da Comissão Europeia. O pedido foi feito para que seus membros migrassem de vez para o aplicativo de mensagens Signal a fim de aumentar a segurança de suas comunicações.

Segundo o portal Politico, a notificação para a mudança chegou através de uma mensagem bastante tradicional colocada nos quadros internos da comissão. “O Signal foi escolhido como o aplicativo recomendado para mensagens instantâneas públicas”, diz o aviso ao Poder Executivo da União Europeia. A princípio, o aplicativo Signal será usado para conversas entre funcionários e pessoas externas à organização.

Nenhuma menção em específico ao WhatsApp foi feita pela Comissão Europeia.

Reprodução

A proposta de que todos passem a usar o Signal surge logo quando a União Europeia tenta blindar sua comunicação interna após ataques ocorridos em 2018. Na ocasião, a embaixada da UE em Moscou teve sua rede invadida. E, para piorar a história, no mesmo ano o jornal The New York Times revelou que a rede de comunicações diplomáticas da UE havia sido invadida ao longo de um período de três anos.

O Signal é considerado um dos aplicativos de mensagens mais seguros que existe. De código aberto, o app usa criptografia de ponta a ponta e, diferente do WhatsApp, não armazena metadados de mensagens nem usa a nuvem para fazer backup de conversas.

Fonte: Olhar Digital