Plataforma, do hub de inovação da KeepTrue, abre bibliotecas para empresas que buscam gerir documentos com inteligência artificial e se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

Treinar um modelo de inteligência artificial leva tempo, dinheiro e energia. Segundo a consultoria Gartner, muitas empresas investem em inciativas internas e falham. Pensando nisso, o DocsIA, plataforma de gestão de documentos, do hub de inovação da KeepTrue, anuncia a abertura de suas bibliotecas.

A decisão incentiva a colaboração entre desenvolvedores e possibilita uma integração simples ao sistema. Todos os parâmetros desenvolvidos estão em conformidade com a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em agosto de 2020.

No Brasil, não é comum encontrar plataformas GED (Gestão Eletrônica de Documentos) movidas à inteligência artificial. Por isso, a liberação de algumas bibliotecas e da API (do inglês, Interface de Programação de Aplicações) é recebida com entusiasmo.

A API é ideal para empresas que não podem – ou não querem – gastar recursos com desenvolvimento. Ao adotá-la, desenvolvedores conseguem contratar e utilizar as funcionalidades do DocsIA para automatizar a leitura e categorização de documentos. Todos os processos usam IA, Machine Learning (ML) e Deep Learning.

Essas tecnologias estão disponíveis para que equipes de TI possam conhecer e integrar o DocsIA aos seus sistemas. Isso significa que eles não precisam construir aplicações do zero, basta conectar-se à API para ter uma gestão otimizada de documentos. “Essa iniciativa veio da necessidade de criarmos uma solução colaborativa para atender às necessidades do mercado, como Due Diligence, por exemplo”, comenta Carlos Kazuo Tomomitsu, CEO da KeepTrue.

Por se tratar de uma plataforma de gerenciamento que lida com inúmeros dados, a segurança destas informações e a adequação à Lei foi uma preocupação da KeepTrue. “A plataforma atende a todas as normas da LGPD, auxilia as empresas a estarem em compliance e, ao mesmo tempo, soluciona um gap no mercado em relação a GEDs movidas à inteligência artificial”, finaliza Luis Guilherme Lima, diretor de engenharia de sistemas, responsável pelo DocsIA na KeepTrue.

 

Fonte: Security Report