A empresa de segurança Comparitech anunciou a identificação de um vazamento de dados que expôs na internet 250 milhões de registros de clientes da Microsoft em todo o mundo que buscaram suporte da empresa ao longo de 14 anos entre 2005 até dezembro de 2019.

Segundo o relatório, “os dados foram deixados acessíveis a qualquer um com um navegador web, sem necessidade de senha ou qualquer outro tipo de autenticação”. A própria Microsoft foi avisada e a falha já foi corrigida, ou seja, os dados não estão mais expostos.

“Reportamos o problema à Microsoft e em 24 horas todos os servidores tiveram segurança garantida”, informa a Comparitech. Segundo o relatório com as descobertas, os dados que estavam desprotegidos incluem endereços IP, localizações, descrições de demandas, e-mails, registros, comentários e notas classificadas pela MS como ‘confidenciais’.  O relatório pode ser acessado aqui.

Fonte: Convergência Digital