Válido para as Américas, acordo inclui a solução de PAM (Privileged Account Management) do parceiro no portfólio Magenta Security.

A T-Systems Brasile e a Thycotic, provedora americana de soluções de controle de contas privilegiadas (da sigla em inglês, PAM), acabam de anunciar uma parceria válida para as Américas. Pelo acordo, a T-Systems passa a oferecer as soluções de PAM da parceira no modelo de serviços.

As soluções da Thycotic previnem ciberataques através da proteção de passwords, de endpoints e do controle do acesso a aplicações. A companhia conta atualmente com mais de 10 mil clientes em todo o mundo. O head de Segurança da T-Systems Brasil, Márcio Uehara, lembra que o mercado brasileiro é carente deste tipo de solução e, mais que isso, de consultorias que implementem e façam a gestão dela para seus clientes.

“De acordo com o Gartner, as soluções de PAM estão se tornando prioridade quando se fala em segurança, isso porque há cada vez mais ataques de vazamentos e uma porta para isso são as contas privilegiadas”, explica, lembrando que as pessoas que têm acesso privilegiado a sistemas, como administradores de bancos de dados, por exemplo, são foco de ataques justamente por terem acesso mais abrangente que usuários comuns.

Um pesquisa realizada pela própria Thycotic apontou que 32% dos hackers exploram preferencialmente contas privilegiadas para ter rápido acesso a dados sensíveis. Além disso, 27% deles reconheceram que o acesso a contas de e-mail de usuários era o caminho mais fácil para divulgar dados confidenciais. Para 21%, este caminho passa pelo acesso aos equipamentos (endpoints).

“Hoje uma pessoa possui acesso a uma quantidade enorme de aplicativos incluindo conta de e-mail particular e corporativa, redes sociais etc., por isso fica praticamente impossível lembrar e trocar senhas com frequência. É o que chamamos de “cyber fatigue”. Isso acaba gerando reuso de senhas em diferentes sistemas, ou seja, se um atacante consegue obter a senha do e-mail particular de alguém, existe uma grande chance dessa ser a mesma senha que essa pessoa utiliza também para acessar o e-mail corporativo no seu trabalho e outros aplicativos”, afirma Marcos Vinicius, diretor regional de vendas da Thycotic para a América Latina, lembrando que os resultados da pesquisa indicam que 73% dos hackers acreditam que soluções tradicionais de segurança como firewalls de perímetro e antivírus são irrelevantes ou obsoletas.

Neste contexto, a T-Systems decidiu buscar uma parceria que permitisse um modelo de entrega de serviços diferenciado, com o cliente sendo cobrado por utilização. “Escolhemos a Thycotic pela facilidade de utilização da ferramenta. Com eles, a implementação e a gestão são simples e nos permitem oferecer sob demanda, o que era um pouco mais engessado em outras ferramentas”, revela Uehara.

Expansão

Marcos Vinicius explica que a América Latina foi a última região em que a Thycotic, que é 100% focada no mercado de PAM, começou a se expandir. “Por isso contamos muito com a T-Systems, em especial o time de cyber, para que nosso crescimento seja exponencial na região”, afirma, destacando a capacidade técnica do parceiro e a complementariedade de seu portfólio de soluções de segurança.

Esses fatores fizeram com que a T-Systems se tornasse o único parceiro habilitado a oferecer as soluções de Thycotic como serviço gerenciado no mercado brasileiro. “Isso vai ajudar bastante no tempo de implementação e curva de aprendizagem da solução pelos clientes finais.” conclui.

Fonte: Security Report