O primeiro passo é trocar a senha. Também devem considerar outras atividades de higiene, como checar suas configurações de privacidade e monitorar outras contas que podem estar associadas com a conta comprometida.

O Equador foi vítima de uma grande violação de dados que expôs informações confidenciais de quase todos os indivíduos. O Equador tem uma população de cerca de 17 milhões. Segundo o ZDNet, este ataque expôs dados de 6,7 milhões de menores, além do presidente do país e do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, que recebeu asilo político do Equador em 2012.

À medida que os hackers têm como target nossas contas mais usadas, as quais contêm as informações mais importantes, é crucial que as pessoas passem a conhecer melhor as práticas de segurança e os riscos associados com os dados que se encontram na internet.

“As violações de dados continuam a acontecer e os consumidores devem estar atentos quando as empresas em que eles confiam são impactadas e imediatamente tomar medidas de proteção para não se tornarem vítimas de ataques cibernéticos. O primeiro passo é trocar a senha. Também devem considerar outras atividades de higiene, como checar suas configurações de privacidade e monitorar outras contas que podem estar associadas com a conta comprometida”, diz Gary Davis, Chief Consumer Security Evangelist da McAfee.

Fonte: Security Report