Investigação terá como foco descobrir se rede social colocou em risco dados dos consumidores e aumentou o preço de seu sistema de publicidade

Alguns estados norte-americanos iniciaram uma investigação contra o Facebook por possíveis violações da lei antitruste. Nesta sexta-feira (6), a procuradora-geral de Nova York, Letitia James, manifestou sua liderança nas investigações em parceria com os procuradores-gerais do Colorado, Flórida, Iowa, Nebraska, Carolina do Norte, Ohio, Tennessee e Distrito de Columbia. As informações são do The Verge,

Segundo comunicado publicado por James, a investigação terá como foco descobrir se o Facebook colocou em risco os dados dos consumidores, reduziu a qualidade das escolhas e aumentou o preço de seu sistema de publicidade.

“Até a maior plataforma de mídia social do mundo deve seguir a lei e respeitar os consumidores. “Tenho orgulho de liderar uma coalizão de procuradores-gerais bipartidários para investigar se o Facebook sufocou a concorrência e colocou os usuários em risco”, afirmou a procuradora-geral.

A nova investigação é a mais recente polêmica envolvendo a gigante de Mark Zuckerberg. Recentemente, a rede social recebeu uma multa de US$ 5 bilhões pela Federal Trade Commission. Além disso, a comissão ainda está investigando o Facebook por outras possíveis violações legais.

Até o momento, o Facebook não se manifestou.

Fonte: ITMidia