Atualização está em função beta e funcionará dentro do Google Drive

Em evento realizado no Japão, o Google Cloud — divisão de nuvem corporativa da Google — anunciou uma série de atualizações da plataforma para aumentar a segurança de quem utiliza os aplicativos do G Suite, como GmailDrive e Maps. De todas as novidades, o destaque ficou por conta do uso de inteligência artificial para detectar comportamentos suspeitos.

De acordo com o comunicado da companhia, o update está em função beta e funcionará dentro do Google Drive. O novo software usará machine learning para analisar a atividade da conta e, caso encontre alguma ação que não costuma ser executada (como compartilhar um documento com um contato não cadastrado), acionará o usuário em tempo real para verificar se a ação foi realmente executada pelo proprietário do e-mail. Além dos avisos, a nova função encaminhará dicas que ajudem os usuários a aumentar a segurança dos arquivos confidenciais.

A empresa também aproveitou o evento para comunicar outras melhorias na plataforma, como o aumento de aplicativos com login único no Cloud Identity e G Suite, o que facilita a vida de quem acessava separadamente cada uma das soluções, e o crescimento no número de países que podem usar a Titan, chave de segurança física usada no processo de autenticação de dois fatores, também conhecido como 2FA. Além dos Estados Unidos, usuários do Canadá, França, Japão e Reino Unido podem adquirir o dispositivo.

Por último, o Google Cloud divulgou o Programa de Proteção Avançada, criado para proteger usuários do G Suite que tenham mais chances se sofrer ataques direcionados, como jornalistas, líderes empresariais e equipes de campanhas políticas. As inscrições para o Programa são gratuitas, mas os usuários cadastrados precisarão de duas chaves de segurança (uma digital e uma física) para ativar os recursos extras de proteção.

Fonte: ComputerWorld