Autores: Ana Paula Lobo e Rafael Mariano

A rapidez dos avanços tecnológicos exige que as empresas tenham maior agilidade na efetiva implantação de novas ferramentas. E como aponta o vice-presidente e gerente-geral da Pure Storage para a América Latina, Wilson Grava, um descompasso nesse campo pode ser fatal. Mas ele acredita que a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados vai representar um impulso ao segmento.

“A LGPD favorece o mercado. Porque para proteger tem que controlar, gerenciar a informação. E a partir do momento que tem silos de informação desorganizados, não se consegue controlar e gerenciar.  Existe uma grande preocupação com proteção de informação, confidencialidade, direitos das pessoas. E isso implica a renovação da maneira como as empresas organizam a informação”, afirmou.

Para o executivo, é preciso que as empresas ataquem o descompasso entre comprar e implementar tecnologia. “Todo mundo está bem intencionado, mas na prática é diferente. A gente vê muito intervalo entre a adoção e a implementação da tecnologia, que são coisas diferentes. Há muitas empresas comprando tecnologia de primeira, mas demorando dois anos para implementar. Isso é um erro fatal, porque em dois anos o mercado muda. Apareceu virtualização, nuvem, agora inteligência artificial, machine learning, e as empresas vão sendo atropeladas se não forem ágeis.” Assistam à entrevista com Wilson Grava, da Pure Storage.

 

Fonte: Convergencia Digital