Resultado de imagem para CCIE

O mercado de certificações persiste sendo o grande termômetro de nossa área, sendo determinante na ocupação de oportunidades e um enorme chamariz para headhunters e áreas de recrutamento de grandes organizações e consultorias.

Ainda que novos assuntos também aproveitem esta plaraforma, como Privacidade de Dados, temos tradicionais organizações e credenciais persistindo como referência e de forma consistente, gerando credibilidade e, consequentemente, oportunidades.

Este é o caso da Cisco que, dentre várias certificações, oferece o famigerado CCIE e, buscando conquistar novos mercados, tem também sua versão com foco em Segurança (há ainda as modalidades CollaborationData CenterRouting & SwitchingService Provider Wireless).

Um profissional certificado como CCIE Security de focar, segundo o site da Cisco, os seguintes requisitos:

  • Conhecimentos avançados em soluções de segurança e VPN;
  • Entendimentos sólidos sobre Windows, Unix, Linux, HTTP, SMTP, FTP e DNS;
  • Conhecimentos avançados de infra-estrutura baseada nas camadas 2 e 3 de redes de computadores;
  • Capacidade de configuração de ambientes complexos de redes de computadores, detecção e solução de problemas e formas de ataque

A forma de se certificar compreende os seguintes passos:

  • Exame escrito (no Brasil, pela Pearson VUE, ao custo de US$ 450,00, composto de 90 a 110 questões e que deve ser realizado em até duas horas);
  • Exame prático (não realizado no Brasil, ao custo de US$ 1600,00, com duração de até oito horas, dividos por 3 módulos – TroubleshootingDiagnostic Configuration)

Não há pré-requisitos, como certificações ou experiência prévia para candidatar-se ao CCIE Security, mas é recomendável apenas para profissionais experientes e com ampla bagagem na área técnica de redes e telecomunicações.

Para que pretende seguir na carreira técnica, mas vislumbra condições mais atrativas e direfenciadas, certamente é uma das mais cobiçadas certificações.

Informações detalhadas podem ser conferidas diretamente no site da Cisco.

Fonte: Blog do Rodrigo Magdalena