Autor: Rafael Farinaccio

Uma espécie de golpe no mundo da publicidade em aplicativos foi descoberto pela empresa Protected Media, especialista na detecção de fraudes. Segundo informou o BuzzFeed, esse golpe envolve anúncios publicitários que contêm vídeos ocultos que são executados sem o usuário saber em certos aplicativos, consumindo uma quantidade enorme de bateria e dados de internet nos nossos smartphones.

Na realidade, tudo parece com o que vinha acontece no auge da popularidade das criptomoedas: alguns sites, quando um usuário o acessava, usava o poder de processamento do dispositivo para realizar a mineração de moedas virtuais sem permissão. Nesse caso, acontece algo parecido: anúncios de vídeo que têm a intenção de lucrar são escondidos por trás de banners tradicionais em aplicativos para Android de modo que os usuários sequer saibam que eles estão lá.

A culpa é de quem?

Os desenvolvedores dos aplicativos afetados por esse problema são tão vítimas quanto os usuários. O que acontece é que quando se abre espaço em apps para que propagandas sejam veiculadas, geralmente se contrata empresas especializadas nisso. São elas que gerenciam esses espaços e definem, de acordo com uma série de dados e fatores, o que é exibido para o usuário. Os golpistas exploram esses espaços para ganhar dinheiro.

O golpe não é feito apenas às custas dos usuários, mas também das redes de anúncios, já que os golpistas compram pontos de publicidade baratos e os enchem com anúncios de vídeo caros, lucrando ilegalmente no processo. De acordo com a Protected Media, esses anúncios ocultos que acabam com a nossa experiência ao usar um app – detonando nossa bateria e nosso pacote de dados – podem chegar a proporcionar lucros de dezenas de milhares de dólares para essas empresas golpistas.

Fonte: Tecmundo