Em post, CEO da rede social destacou importância da criptografia e efemeridade em serviços de mensagens

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou nesta semana que a rede social passará a ter um foco maior em privacidade no futuro, em vez do compartilhamento público de conteúdos. A promessa foi feita juntamente com a confirmação da integração entre os três principais serviços de mensagens da empresa: Facebook Messenger, WhatsApp e Instagram Direct.

“Enquanto penso no futuro da Internet, acredito que uma plataforma de comunicação focada em privacidade será ainda mais importante dos que as plataformas abertas de hoje em dia. A privacidade dá às pessoas a liberdade de serem elas mesmas e se conectarem mais naturalmente, que é a razão pela qual construímos redes sociais”, afirma o executivo em um novo (e longo) texto publicado no blog da companhia.

No post em questão, que conta com mais de 3 mil palavras, Zuckerberg aponta que as redes sociais públicas continuarão sendo importantes no futuro para ajudar as pessoas a se conectarem com conhecidos e descobrir novos contatos, ideias e conteúdos, e até comenta a reputação do Facebook em termos de privacidade, destacando que a empresa já mostrou que pode evoluir neste sentido.

“Entendo que muitas pessoas não pensam que o Facebook poderia ou até mesmo iria querer construir esse tipo de plataforma focada em privacidade – porque francamente não temos no momento uma reputação forte em termos de criar serviços de privacidade protetivos, e historicamente focamos em ferramentas para um compartilhamento mais aberto. Mas já mostramos repetidamente que podemos evoluir para construir os serviços que as pessoas querem, incluindo em mensagens privadas e stories”, diz o executivo.

Entre outras coisas, Zuckerberg destaca a importância cada vez maior de contar com serviços de mensagens criptografados e que ofereçam a possibilidade dos conteúdos compartilhados serem apagados depois de um tempo. “Acredito que o futuro da comunicação vai mudar cada vez mais para serviços privados e criptografados em que as pessoas possam ter confiança de que o que elas dizem umas para as outras permaneça protegido e que as suas mensagens e conteúdos não ficarão por aí para sempre. Esse é o futuro que espero que vamos ajudar a trazer.”

Fonte: ITMidia