Procedimentos criminais foram abertos em março de 2017 sob suspeitas de espionagem política, disse a procuradoria-geral do país em comunicado

Procuradores suíços investigam se agentes russos teriam tentado invadir virtualmente a Agência Mundial Antidoping (Wada), informou a Procuradoria-Geral da Suíça (OAG), ampliando o escopo de possíveis casos de espionagem contra instituições sediadas no país. As informações são da agência Reuters.

Procedimentos criminais foram abertos em março de 2017 sob suspeitas de espionagem política, disse a procuradoria em comunicado.

“Como parte desses procedimentos, a OAG, em cooperação com o Serviço de Inteligência Federal, conseguiu identificar dois indivíduos”, disse a nota.

A procuradoria disse que os indivíduos em questão são os mesmos identificados pelo serviço de inteligência suíço, que na sexta-feira disse ter frustrado um plano russo que mirava um laboratório suíço utilizado para testar agentes nervosos.

A imprensa suíça disse que os escritórios da Wada e do Comitê Olímpico Internacional (COI) em Lausanne haviam sido alvos de ataques. Ambas as organizações nos últimos anos têm investigado o doping generalizado de atletas russos, o que levou ao banimento de dezenas de competidores russos de eventos esportivos internacionais.

*Com informações da Agência Reuters

Fonte: Security Report