Cerca de 150 milhões de ataques cibernéticos contra dispositivos móveis foram registrados somente entre janeiro e junho de 2018. É o que aponta um levantamento da empresa americana de segurança online ThreatMetrix, com base em 17,6 bilhões de transações digitais e com a identificação de pelo menos 361 milhões de tentativas de fraudes.

“Mais de um terço de todos os ataques hacker voltados a smartphones e tablets agora se dão na forma de fraudes a dispositivos móveis e a prevalência desse tipo de atividade criminosa tende a aumentar no futuro imediato”, indica o relatório sobre cibercrime divulgado pela empresa na quarta-feira, 12/9.

O documento aponta que cerca de 60% de todas as transações digitais ao redor do planeta já são realizadas por dispositivos móveis e, portanto, golpistas também estão se adaptando para adotar fraudes ainda mais agressivas. Nas contas do relatório, o total de ataques representa um aumento de 24% sobre o registrado no primeiro semestre de 2017 – com os Estados Unidos concentrando um aumento ainda maior, de 44%.

Outra tendência apontada nessa pesquisa é um crescimento de 60% no uso de robôs nas tentativas de fraudes, que seriam ferramentas em cerca de 170 milhões de ataques. O relatório alerta, ainda, que crescem as tentativas de fraudes contra bancos usando dados roubados e também o uso de ‘IP Spoofing’ técnica que mascara endereços IP.

Fonte: Convergencia Digital