Kaspersky Lab alerta sobre alguns hábitos que colocam em risco a cibersegurança dos gamers.

Muitos gamers colocam em risco sua segurança online quando recorrem a táticas questionáveis para baixar aplicativos ou liberar seus dispositivos das configurações de fábrica. Equipamentos de informática e dispositivos móveis representam os maiores riscos para os fãs de jogos online, alerta a Kaspersky Lab. Isso ocorre porque os jogadores geralmente baixam jogos e aplicativos de sites duvidosos que podem instalar keyloggers e spywares pelo roubo de login, contas e produtos digitais. Da mesma forma, a falta de uso de senhas seguras para acessar jogos e lojas online também os coloca em risco.

Além dos dispositivos não serem intrinsecamente seguros, quase 19% das pessoas na América Latina usam redes Wi-Fi públicas para fazer login em contas de jogos e 41% dizem não tomar precauções extras de segurança ao usar redes públicas – o que agrava ainda mais os ricos.

Segurança em todos os dispositivos

Dispositivos móveis devem ser protegidos tanto quanto os computadores, ressalta a Kaspersky. Antes de instalar qualquer aplicativo, os usuários devem verificar as permissões de que precisam, bem como a reputação de seu desenvolvedor. Em todos os casos e independentemente do dispositivo usado, as credenciais representam “as chaves do reino”, por isso é muito importante usar uma senha que esteja em conformidade com os requisitos básicos de segurança e, sempre tenha uma autenticação de fator duplo”, enfatiza Santiago Pontiroli, analista de segurança, da Kaspersky Lab.

Usuários que usam aplicativos de origem duvidosa para “crackear” seus equipamentos, às vezes, enfrentam ameaças para as quais não foram preparados. Essas ferramentas normalmente exigem que o acesso de administrador seja executado e a aparência de algum tipo de malware está se tornando mais frequente.

Vale lembrar que os usuários que ativam ou liberam seus smartphones e instalam aplicativos de lojas de terceiros também podem ser mais vulneráveis a ataques de malware em dispositivos móveis. Isso aconteceu há alguns anos com o lançamento do Pokémon Go, quando os fãs baixaram aplicativos de lojas não-oficiais para jogar antes da data oficial de lançamento. E, durante os últimos 12 meses, a Kaspersky Lab registrou um crescimento de 31,3% dos ataques focados neste tipo de dispositivo. É importante observar que a grande maioria das ameaças detectadas foi projetada para infectar aparelhos que utilizam a plataforma Android.

Como se proteger

Para que você tenha uma experiência segura e sem riscos, a Kaspersky Lab listou as seguintes recomendações:

• Diga “Não” ao desconhecido: muitos cibercriminosos podem aproveitar a grande expectativa ou publicidade de alguns jogos para oferecê-los “gratuitamente” na Internet. Isso, com o único custo de baixar inadvertidamente malware filtrados nos programas de instalação;

• Você é o primeiro guardião: embora tenha sido tratado mil vezes, ainda há roubos por esse motivo; muitos ataques às contas geralmente acontecem devido à má administração das senhas. É uma questão de imaginação criar senhas fortes combinando palavras e números diferentes. Os usuários devem fazer isso, em média, a cada três meses, para diminuir as chances de sofrerem algum tipo de roubo de credencial;

• Desconfie: Às vezes, as empresas de videogame podem se comunicar com seus usuários para consultar algumas coisas sobre o desempenho do jogo ou para informar sobre os novos patches. O problema aparece quando esses e-mails ou mensagens solicitam informações como sua senha ou algumas informações pessoais.

Fonte: IDG NOW