Candidato à Presidência entrou com 21 ações para remover conteúdo crítico a ele; Ex-prefeito de São Paulo, João Doria aparece em segundo.

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) foi o político que mais acionou a Justiça para excluir críticas contra ele da internet durante as eleições. As informações reportadas pela Folha de S. Paulo citam os dados da ferramenta Ctrl+X, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Segundo os dados da Abraji, Bolsonaro entrou com 21 processos para retirar conteúdo da web. Dessas 21 ações, 17 delas pediam pela remoção de páginas críticas a ele no Facebook, como “Anti-Bolsonaro”, “Bolsolixo” e ainda o perfil “Todo dia um Bolsominion Diferente  Passando Vergonha”. Todas as páginas estão no ar na rede social.

O ex-prefeito de São Paulo e candidato ao governo do mesmo estado, João Dória (PSDB), aparece em  segundo lugar no levantamento. Doria entrou com 11 pedidos para remoção de conteúdo.

Informações levantadas pelo Estadão Conteúdo dão conta que Ciro Gomes (PDT) entrou com seis ações na tentativa de derrubar vídeos e links da web. Entre os pedidos de Ciro estão posts nos quais é chamado de “autoritário” e “socialista”.

plataforma Ctrl+X foi lançada em 2014 pela Abraji para mapear ações judiciais para remover notícias e posts da internet. Segundo a iniciativa, a ideia é jogar luz sobre quem tenta se valer do uso sistemático da justiça para cercear a liberdade de expressão no Brasil. O projeto é financiado pelo Google News Initiative.

Fonte: IDG NOW