Plataforma Knox garante que dados corporativos e pessoais estejam mais seguros

Pensando no processo acelerado da transformação digital em curso no mundo, onde as pessoas usam seus smartphones, tablets e wearables para fazer transações financeiras, acessar informações e interagir com as outras pessoas, a Samsung criou uma fortaleza em torno dos seus produtos –  a plataforma de segurança Samsung Knox.

O Knox reúne um sistema de recursos para manter um monitoramento constante e cuidadoso, desde o acesso ao aparelho, passando pelas permissões de aplicativos e ao software. “É uma abordagem holística à segurança, ou seja, que realiza a verificação do aparelho em todos os níveis do dispositivo” resume Willian Comar, gerente de Produto da área de B2B para dispositivos móveis da Samsung Brasil.

Confira os oito destaques de segurança da plataforma Knox:

1.     Autenticação em duas etapas
O acesso seguro e pessoal ao smartphone é um fator importante, e inclui a opção de autenticação em duas checagens, como senha e íris ou senha e impressão digital.

2.     Segurança em nível profundo
Um diferencial da plataforma da Samsung é que a chave utilizada para criptografar os dados do dispositivo fica numa área do hardware, mais segura do que quando está no nível de software. Na solução Knox, para empresas, os dados sensíveis permanecem criptografados mesmo quando o aparelho estiver desligado.

3.     Barreira à ação de aplicativos maliciosos
Uma das formas de ataque externo aos smartphones são os aplicativos maliciosos que, baixados no dispositivo, causam danos a dados, ao aparelho e até aos próprios usuários, uma vez que, podem gravar imagens e conversas. O Knox permite um isolamento entre aplicações, impedindo que um malware acesse dados de outros aplicativos.

4.     Atualização frequente 
A Samsung lança atualizações de segurança mensais e trimestrais para seus smartphones, e elas incluem patches, que são usados para melhorar a usabilidade e desempenho, tanto de problemas relacionados ao Android, liberados pelo Google, bem como outros, específicos da própria fabricante. Em paralelo, também promove atualizações frequentes dos aplicativos instalados.

5.     Proteção extra às chaves de criptografia
A plataforma Knox protege todo o sistema, e ainda promove segurança adicional às informações mais sensíveis, como os dados corporativos confidenciais, uma vez que impede o acesso a chaves de criptografia, intenção, por exemplo, de um aplicativo malicioso, que pretende roubar  dados. Ainda no que diz respeito à segurança nos aplicativos, há uma checagem extra, em tempo real, para verificar se o app não está usando uma permissão que não tem, por exemplo, de acessar determinados dados do usuário.

6.     Como o Knox mantém a saúde do sistema
O Kernel é o conjunto de funções básicas do Android e é responsável por decidir quais solicitações podem ser permitidas. Assim, um ataque ao Kernel dá ao hacker, por exemplo, controle completo sobre o dispositivo. O Knox tem um mecanismo para garantir a ‘saúde’ do Kernel: desde o instante em que o smartphone foi ligado, mantém uma verificação constante, para garantir que os arquivos não foram e nem estão sendo modificados naquele momento.

7.     Segurança de boot
O Knox aprofunda a segurança do dispositivo, uma vez que está baseado no hardware. Isso quer dizer que o monitoramento verifica cada software carregado, assim que o aparelho é ligado. Se a verificação falhar, indicando que algo foi modificado, o Knox registra a violação e bloqueia a inicialização de recursos que utilizam dados sensíveis, como o Samsung Pay. Essa ação impede que um invasor tenha acesso aos dados do usuário, mesmo após o comprometimento do equipamento.

8.     Hackers a serviço do bem
Uma equipe de hackers éticos, a serviço da Samsung, verifica constantemente possíveis novas brechas de segurança tentando se antecipar a possíveis ataques.

Por fim, até mesmo se o usuário perder o smartphone, o Knox permite limpar e bloquear remotamente o aparelho.

Fonte: Security Report