Chamado de VPNhub, aplicativo para iOS e Android pode ser usado para navegar por qualquer site. Assinantes premium também ganham apps Windows e macOS.

O Pornhub, um dos sites de vídeos adultos mais populares da Internet, anunciou nesta semana o lançamento de uma rede virtual privada (VPN) gratuita e ilimitada para manter a sua navegação protegida de olhos curiosos. É sério. O serviço é chamado de VPNhub e os apps para iOS e Android já estão disponíveis – com versões para Windows e macsOS exclusivas para os assinantes premium.

As VPNs existem para evitar bloqueio ou rastreamento de sites em nível ISP e para manter a sua navegação privada, mesmo em conexões com redes Wi-Fi públicas. Lançar um serviço de VPN faz sentido para o Pornhub em um momento em que alguns governos estão se inclinando para regulamentar os conteúdos adultos na web, incluindo o ReinO Unido.

O fato de o serviço ser ilimitado em termos de largura de banda – ainda que bastante incomum em serviços gratuitos de VPN – também faz sentido uma vez que a existência toda do Pornhub gira em torno do streaming de vídeos. Mas o VPNhub não é voltado apenas para proteger o acesso ao Pornhub; também é possível navegar em outros sites com ele.

Fazer upgrade para uma assinatura premium de 13 dóalres ao mês elimina os anúncios publicitários, fornece velocidades maiores de conexão, e abre a seleção de servidores “a partir de uma grande variedade de países”, como aponta o FAQ do novo serviço. É possível usar o VPNhub de forma gratuita por sete dias pelo modo trial. O serviço está disponível no mundo todo, com exceção dos países que os EUA banem que suas empresas trabalhem, como Cuba, Irã e Coreia do Norte.

Privacidade

Agora vamos para as partes mais incertas. O Pornhub promete “nunca armazenar, coletar, vender ou transmitir as suas informações pessoais para terceiros”, como você esperaria de uma VPN. Mas vale notar que a política de privacidade afirma que o serviço pode vender “informações agregadas ou não identificáveis de forma pessoal com terceiros não afiliados para fins de publicidade, marketing ou pesquisa”.

Você pode considerar que essa troca vale a pena para um serviço gratuito e ilimitado, mas se você quer pagar por uma VPN premium é importante lembrar que existem diversas alternativas que prometem não rastrear ou vender os seus dados independente das circunstâncias.

Fonte: IDG NOW