Novo app para motoristas esconderá a exata localização da origem e destino das corridas; Mudança também visa atender lei europeia de proteção de dados.

As noções de economia compartilhada foram atualizadas para nos permitir poupar algumas quantias, além de criar uma nova leva de negócios. Porém, em contrapartida, exige certos desprendimentos comportamentais, que contrariam os conselhos maternos mais básicos – como entrar em um carro com um completo estranho que te levará de um ponto A ao B. E para todos os efeitos, nos acostumamos com isso.

Mas agora o Uber prepara um novo recurso que ajudará a manter, pelo menos, maior privacidade acerca do histórico de corridas de seus usuários – algo que pode agradar passageiros um pouco mais paranoicos. A atualização irá esconder a exata localização dos locais de partida e destino dos registros dos motoristas. Com isso, os colaboradores não terão mais o histórico preciso de onde buscou e deixou o usuário, apenas uma localização geral, aproximada, de onde iniciou e terminou a corrida.

A atualização faz parte de um programa piloto do Uber. Segundo informações do Gizmodo, ela chegará com o novo aplicativo para motoristas, algo a ser lançado nas próximas semanas.

A novidade é também uma resposta da companhia para atender a nova lei de proteção de dados europeia, a General Data Protection Regulation, que entra em vigor nesta semana. Porém, o recurso deve cobrir toda a base de motoristas e não apenas aqueles que atendem mercados europeus.

Atualmente, motoristas do Uber possuem um registro da localização exata das corridas de seus passageiros. Os endereços são armazenados no histórico do motorista, que pode ter acesso a ele a qualquer momento. “Dados de localização são nossas informações mais sensíveis, e nós estamos fazendo de tudo que podemos para proteger a privacidade ao redor delas”, disse um porta-voz ao site Gizmodo.

Fonte: IDG Now!