Arbor TMS oferece mais escalabilidade, automação inteligente e proteção a ameaças avançadas.

Netscout anuncia nesta ultima sexta-feira (13/4) o lançamento do Arbor TMS HD1000, plataforma que, segundo a empresa, mais do que dobra a capacidade de mitigação em relação à versão anterior, proporcionando uma redução de 40% no custo por gigabit protegido.

A companhia destaca que a ferramenta oferece proteção contra os ataques DDoS de até 400 Gbps em um único appliance, ou contra ataques de até 40 Tbps em uma só implementação. Essa solução remove o tráfego de ataque às camadas 3 a 7 da rede sem interromper seus principais serviços, fornecendo visibilidade abrangente e em tempo real do tráfego e das ameaças, além de mitigar de forma automática os ataques de negação de serviço para que os responsáveis pelas operações consigam que os serviços e desempenho de rede não sejam comprometidos.

Darren Anstee, diretor de tecnologia da Netscout Arbor, comenta que os ataques DDoS evoluíram, e utilizam tamanho, persistência e sofisticação – nas mais diversas combinações – para alcançar seu objetivo. “O volume do maior ataque DDoS já visto foi registrado em fevereiro, atingindo 1,72 Tbps. Ataques dessa magnitude representam um risco significativo para os negócios de provedores de serviço de internet, nuvem e hospedagem, assim como para seus clientes. Nosso foco é proporcionar a esses provedores maior capacidade de resistência aos ataques, combinando inteligência na infraestrutura de mitigação e recursos de rede; e trabalhando com suas equipes, com a aplicação de automação inteligente sempre que possível”, destaca.

Automação inteligente

Os ataques DDoS não só aumentam, como também se tornam mais frequentes e complexos. De acordo com o 13º Relatório Anual sobre Segurança da Infraestrutura Global de Redes (WISR – Worldwide Infrastructure Security Report) da Netscout Arbor, em 2017, o sistema ATLAS, da Arbor, observou 7,5 milhões de ataques DDoS, contra 6,8 milhões em 2016. O relatório também mostrou um aumento de 30% entre as empresas que sofreram ataques na camada de aplicação e 20% entre as que experimentam ataques multivetoriais. Com o crescimento dos ataques DDoS em frequência e complexidade, as organizações devem adotar soluções de detecção e mitigação de ataques DDoS automatizadas para uma proteção eficaz.

Fonte: Computer World