Companhia espera competir com Amazon e Microsoft, com tecnologia que verifica hardware a fim de garantir que nada tenha sido adulterado e assim permitir a inicialização da máquina

A Google, da Alphabet, revelará nesta semana detalhes técnicos de seu novo chip de computador Titan, recurso de segurança elaborado para sua rede de computação em nuvem, que espera que a ajude a competir com Amazon e Microsoft.

A empresa espera que o Titan a ajude a concretizar uma parte maior do mercado mundial de computação em nuvem, que a Gartner calcula em quase 50 bilhões de dólares.

O Titan verifica o hardware para garantir que não tenha sido adulterado, disse Neal Mueller, chefe de marketing de produtos de infraestrutura para o Google Cloud Platform, em entrevista. Se algo for alterado, o chip impede que a máquina seja iniciada.

Os operadores de centros de dados estão preocupados que criminosos cibernéticos ou hackers de Estado possam comprometer seus serviços, que são majoritariamente feitos por empresas de hardware asiáticas, antes de chegar aos Estados Unidos.

O Google tem lutado para competir com a Amazon, que tem mais recursos, e a Microsoft, que tem relacionamentos de longa data com as empresas, disse a analista da Gartner Lydia Leong.

Fonte: Agencia Reuters