Segundo Marcos Weber, CEO da Cloud2GO, quem ainda hesita em migrar para a nuvem alegando insegurança deve compreender que a realidade é exatamente oposta: os sistemas de cloud computing possuem cada vez mais recursos avançados para armazenar, transmitir e operar dados de forma segura

Se há pouco tempo os esforços dos provedores de nuvem estavam concentrados em demonstrar por que migrar para este modelo era o caminho correto para garantir escalabilidade com otimização de custos e recursos, agora o cenário mudou. Ou melhor, complementou-se: além da aposta na cloud, é preciso dar muita atenção à segurança.

Nenhuma novidade até aqui, já que a segurança dos dados e sistemas é um tema recorrente entre CIOs e CEOs de empresas de todos os setores quando o assunto é cloud computing.

O que há de novo é que, se esta é uma preocupação crescente, as soluções para saná-la também estão em franca expansão. Haja vista um relatório do Gartner, que acaba de apontar que os serviços mundiais de segurança baseados em nuvem estão em ritmo acelerado de crescimento e que só este ano somarão investimentos de US$ 5,9 bilhões – alta de 21% sobre 2016.

Tomando como referência a média do mercado de Segurança da Informação, é possível afirmar que estamos falando de uma elevação superior à média deste nicho, devendo alcançar US$ 9 bilhões até 2020, segundo o conteúdo divulgado pela consultoria Gartner.

A pesquisa revela, ainda, que o mercado de Infraestrutura como Serviço (IaaS) atingirá mais de US$ 22 bilhões em 2017. Neste quesito, o crescimento registrado será de 38% se comparado com os números do ano passado.

Dados do IDC apontam que dois terços das empresas globais já utilizam cloud computing, o que movimentará receitas de US$ 43,6 bilhões até 2020.

Quem ainda hesita em migrar para a nuvem alegando insegurança deve compreender que a realidade é exatamente oposta. Os sistemas de cloud computing possuem cada vez mais recursos de segurança avançados para armazenar, transmitir e operar dados. Sem sombra de dúvida, vale mais investir em nuvem com a certeza de proteção do que, mais tarde, ter de gastar para atualizar infraestrutura de TI, sistemas, informações e – sim – ferramentas de segurança.

Os índices e cifras mencionados não deixam dúvidas. A nuvem está aí para pequenas, médias e grandes empresas, suprindo demandas de maneira cada vez mais intrínsecas ao crescimento dos negócios.

Investir em cloud é não apenas pensar na economia e ganho de produtividade presentes, mas também projetar segurança, continuidade de negócios e competitividade em um futuro de muito longo prazo.

Nuvem é eficiente, é inteligente, é seguro. E é um caminho sem volta para quem quer crescer.

Fonte: Security Report