Autor: Ana Paula Lobo

O tamanho médio dos ataques DDoS (Distributed Denial of Service) tem crescimento estável e se aproxima de 1,2 Gpbs — o suficiente para deixar a maioria das organizações completamente offline, revela o Cisco Visual Networking Index (VNI).

De acordo com o estudo, o tamanho médio dos ataques DDoS aumentou 22%, e durante seus picos esse aumento chegou a 60% na relação ano a ano. Isso pode representar até 18% do tráfego total de um País consumido por um ataque durante sua ocorrência. A pesquisa adverte ainda que os ataques DDoS cresceram 172% em 2016 e vão crescer 2,5 vezes, totalizando 3,1 milhões globalmente até 2021.

Os dados são preocupantes porque nos próximos cinco anos, em função da transformação digital, haverá um incremento dos usuários da Internet é de 3,3 bilhões para 4,6 bilhões, ou seja, 58% da população mundial[1], com uma maior adoção de dispositivos pessoais e conexões máquina-máquina (M2M) – de 17,1 bilhões para 27,1 bilhões, avanços médios de velocidade de banda larga – de 27,5 Mbps a 53,0 Mbps e mais visualização de vídeo – de 73% para 82% do tráfego IP total.

Durante o período de previsão, o tráfego global de IP também deverá aumentar três vezes, atingindo uma taxa anual de 3,3 zettabytes até 2021, em comparação ao índice anual de 1.2 zettabytes em 2016. No Brasil, o usuário médio da Internet gerará 44,3 gigabytes de tráfego na Internet por mês em 2021, um aumento de 88% em comparação aos 23,6 gigabytes por mês em 2016, um CAGR de 13%. –  tráfego médio por usuário e doméstico.

O estudo da Cisco revela ainda que o tráfego IP global deve chegar a 278 megabytes por mês até 2021, acima dos 96 megabytes mensais em 2016. O tráfego IP global deve atingir um índice anual de 3,3 megabytes até 2021.

Fonte: Convergência Digital