Um júri dos EUA condenou um hacker russo de roubar e vender mais de 2 milhões de números de cartões de crédito.

Nesta ultima semana, um júri em Seattle decidiu que Roman Valerevich Seleznev é culpado das acusações relacionadas aos hackings de sistemas de pontos de venda.

Seleznev foi preso em 2014 depois que autoridades dos EUA o acusaram de instalar software malicioso em sistemas de pontos de venda em restaurantes dos EUA.

Entre 2009 e 2013, Seleznev usou esse esquema para roubar dados de cartão de crédito de empresas e enviá-los de volta aos seus servidores na Ucrânia e em McLean, na Virginia. Os dados roubados então eram vendidos no mercado negro, com Seleznev prometendo que os compradores poderiam fazer transações fraudulentas com eles.

 Testemunhas no julgamento revelaram que o esquema de Seleznev fraudou 169 milhões de dólares de 3.700 instituições financeiras, segundo comunicado do Serviço Secreto dos EUA.

No total, Seleznev foi condenado por 38 acusações. Ele receberá sua sentença em dezembro e poderá pegar décadas de prisão e milhões de dólares em multas.

Fonte: IDG Now!