No começo de julho, uma falha de segurança do Adobe Flash fez com que o Google e a Mozilla bloqueassem o plugin temporariamente em seus navegadores. Agora, o Facebook alega que os problemas com o Flash poderiam afetar os seus negócios.

Em um documento enviado para órgãos reguladores dos EUA na ultima sexta-feira, 31/7, a rede social afirma que problemas de segurança com o Flash podem afetar negativamente a receita que a empresa ganha com o seu serviço Payments. Isso é porque os games sociais do Facebook são baseados em Flash, e eles também são a fonte de substancialmente todos os rendimentos que o Facebook recebe do Payments.

A empresa listou a preocupação pela primeira vez entre os “fatores de risco” em seu balanço financeiro trimestral. Empresas públicas nos EUA precisam revelar tais riscos para os seus investidores. Isso não significa que a receita do Facebook a partir do Payments está perto de entrar em colapso, mas sim que é uma preocupação grande o bastante para o Facebook precisar revelá-la.

“Em julho de 2015, determinadas vulnerabilidades descobertas no Flash levaram à interrupção temporária do Flash por parte de conhecidos navegadores web”, afirmou a companhia de Mark Zuckerberg no documento enviado para a Securities and Exchange Comission (SEC) dos EUA. “Se interrupções parecidas acontecerem no futuro e atrapalharem a nossa habilidade de fornecer games sociais para uma parte ou todos os nossos usuários, a nossa habilidade de gerar receita a partir do Paymentes seria comprometida.”

Procurados pela nossa reportagem, os porta-vozes do Facebook e da Adobe se recusaram a comentar o assunto.

Vale notar que há algumas semanas o chefe de segurança do Facebook, Alex Stamos, afirmou no Twitter que a Adobe deveria anunciar em breve a “morte” para o Flash.

Fonte: IDG Now!