O Facebook será obrigado a revelar aos promotores de Nova York informações, fotos e mensagens privadas de 381 usuários suspeitos de fraude no seguro social do país. A decisão preocupa grandes empresas de tecnologia como o Google e a Microsoft, que apoiaram publicamente a rede social e argumentaram que o caso pode abrir precedentes ao dar acesso ilimitado aos representantes da justiça e criar problemas de violação de privacidade dos usuários

Nesta ultima semana, a corte de Manhattan decidiu que os mandados expedidos pelos promotores poderão ser contestados apenas por réus individuais após reunidas todas as evidências necessárias. Entre os suspeitos estão bombeiros e policiais, acusados de simularem doenças após os ataques de 11 de setembro de 2001.
Um porta-voz do Facebook afirmou que a empresa não concorda com a decisão e que considera apelar.

Fonte: Reuters