No primeiro semestre de 2015, a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) retirou do ar mais de 36 mil links, sites e anúncios de sites de leilão com acesso a download de cópias ilegais de software dos seus associados. O número é resultado da ação de Monitoramento da Internet e equivale a um aumento de 35% comparado ao mesmo período em 2014.

Os sites de leilão concentraram os esforços da entidade, com a remoção de 18.854 anúncios de software ilegais. Compondo o quadro, acompanham esse número 17.191 links de acesso a downloads de cópias piratas e o 91 websites derrubados.

A ação identifica conteúdos que violam o Direito Autoral de Programas de Computador dos desenvolvedores de software associados à entidade, notificando o portal e os provedores de acesso com uma solicitação para remoção. A operação existe há 10 anos e é apoiada pelo Programa de Proteção à Propriedade Intelectual do Mercado Livre.

A Abes mantém o Portal Denuncie Pirataria, onde qualquer pessoa pode delatar anonimamente o uso ou venda de software pirata. O canal possibilita a verificação da situação de cada caso.
www.denunciepirataria.org.br.

Fonte: IDG Now!