A montadora britânica Jaguar Land Rover anunciou o recall de 65.352 de seus carros. O pedido ocorreu depois que a companhia identificou uma falha no software. O bug fazia com que as portas dos veículos se destravassem sozinhas.

Em um dos casos, um motorista relatou que a porta abriu enquanto ele dirigia, já outros estavam preocupados que os carros pudessem se desbloquear quando bem “entenderem”.

Os modelos afetados foram a frota completa 2013-2016 Land Rover Range Rover, sendo que as últimas unidades entraram em produção em março deste ano. Em média, um modelo custa aproximadamente 30 mil libras.

Proprietários dos carros serão notificados e instruídos a levarem seus carros a uma revenda da marca que irá, por sua vez, realizar o download da última versão do software sem custo extra.

A Jaguar já sofreu uma série de embaraços em relação ao mal funcionamento do seu software no último ano, e motoristas têm supostamente lutado para encontrar a cobertura de seguro devido à falta de segurança.

Range Rovers foram alvo de vulnerabilidades em sua chave de ignição onde ladrões foram capazes de ignorar o sistema de segurança, desbloquear e até mesmo iniciar o motor do carro com pequenos dispositivos facilmente comprados na Internet.

A Jaguar está pesquisando tecnologia para carros conectados que possam identificar buracos, esgotos quebrados, tampas de bueiros e compartilhar tais informações com outros carros e autoridades rodoviárias por perto para ajudar a manutenção das estradas.

A nova tecnologia também irá permitir que o carro ajuste as configurações da suspensão para reduzir impactos e custos dos danos do veículo para os motoristas.

Fonte:  COMPUTERWORLD