“Segurança representa hoje o principal desafio”. A conclusão parte de um estudo da Dell que questionou mais de 2 mil empresas de médio porte de todo o mundo sobre o que lhes preocupa com relação a projetos envolvendo cloud computing, mobilidade e big data.

Esses quatro temas tem aparecido com frequência em estudos de tendências de mercado. Uma projeção recente da IDC indicou os macrotemas como vetores que darão à tônica dos projetos de tecnologia no próximo ano. O único fator diferente, mas correlacionado, versa sobre desenvolvimento de aplicativos.

De acordo com o GTAI (Global Technology Adoption Index), da Dell, enquanto 97% das organizações consultadas usam ou planejam utilizar em nuvem e quase metade (47%) já implementou uma estratégia de mobilidade alinhada às demandas do negócio; só 39% dos entrevistados afirmaram que veem reais benefícios com a adoção de big data.

Entre as organizações que já usam recursos em cloud, 42% indicaram crescimento de 6% a 10% dos negócios nos últimos três anos; já entre as não usuárias, 37% tiveram crescimento nulo ou negativo no mesmo período. As médias empresas que utilizam três ou mais aplicações em nuvem experimentaram um crescimento 15% maior na produtividade dos funcionários em relação às que usam só uma solução no conceito.

Segundo a pesquisa, os três principais benefícios para os que usam cloud computing são: melhor alocação dos recursos de TI (44%), redução de custos (42%) e eficiência (40%). Além disso, a nuvem privada é usada por 68% dos entrevistados.

No quesito mobilidade, o principal benefício do uso de dispositivos móveis nas empresas apontado por 41% dos entrevistados é a eficiência, enquanto para 32% é a produtividade. Das empresas consultadas, 32% já utilizam políticas formais de BYOD (Bring Your Own Device).

Metade dos entrevistados citou o risco de vazamento de dados por perda de dispositivos e uso de redes wireless não protegidas como o principal risco associado à mobilidade dos funcionários. Na sequência, indicado por 44% dos entrevistados está o medo de brechas de segurança como principal barreira para expandir a utilização da mobilidade corporativa.

Potencial de big data
A maioria das organizações (39%) entrevistadas na pesquisa da Dell ainda não tem entendimento sobre como extrair o real valor do big data. Por outro lado, 61% admitem que possuem grandes volumes de dados que poderiam ser analisados. Quem utiliza o conceito, por outro lado, cresce duas vezes mais que os que não usam.

Os entrevistados citaram que os principais obstáculos para a implementação de iniciativas envolvendo grande volume de dados versam sobre o preço da infraestrutura (35%), segurança dos dados (35%) e custo muito alto para terceirizar a análise ou a operação (34%).

Fonte: COMPUTERWORLD