snowdenEnquanto o mundo discute as operações de vigilância dos EUA, denunciadas por Edward Snowden, também sobre smartphones, a indústria do spyware está crescendo, focada em ajudar empresas a monitorarem a forma como o seus empregados usam smartphones e tablets. Os pais também são potenciais clientes, ​para conseguirem monitorar o uso dos smartphones dos filhos.

A partir do uso dessas ferramentas, a palavra “espião” deixou de ter conotações negativas sobre a vigilância estatal. E pelo menos dez empresas estão vendendo software de monitoração de smartphones e tablets.

Esta semana, um deles, a Mspy , anunciou que começou a vender seu software pré-carregado em quatro dos mais populares smartphones nos Estados Unidos: HTC One, Nexus 5, Samsung Galaxy S4 e iPhone 5S.

Com o software da Mspy, os clientes podem captar uma grande variedade de dados móveis dos smartphones, incluindo aqueles sobre as chamadas de voz, os e-mails, os chats no WhatsApp e no Skype, a localização por GPS e muito mais. Os smartphones também podem ser bloqueados à distância.

A soução da Mspy foi usada pela primeira vez em 2011, por três funcionários da empresa. Atualmente tem 1,2 milhão de clientes, 30 funcionários na sua sede em Londres, e outros dez em fase de contratação para o escritório de Nova Iorque.

O fundador, Andrei Shimanovich destinava originalmente a sua oferta de software aos pais, interessados em ter mais controle sobre a maneira como os filhos usam os smartphones,  bloquear o acesso a determinados sites e aplicações ou mesmo restringir as chamadas recebidas. E o software é capaz de suportar a gravação à distância de chamadas, em dispositivos Android e iOS.

Mais recentemente , o software da Mspy tornou-se uma maneira de os proprietários de pequenas empresas monitorarem os dispositivos da empresa, disse que Shimanovich. O software também permite que os empregadores protejam os dados dos smartphones com o backup em plataforma de cloud computing.

O software é executado no smartphone e agrega a atividade diária do dispositivo em um painel de controle baseado e um repositório em cloud computing, protegido por password. Nele os empregadores ou os pais podem executar comandos remotos a partir de um desktop, smartphone ou qualquer  outro dispositivo com um browser.

O custo médio para este tipo de software é de cinco dólares por usuário por mês, de acordo com Jack Gold, analista da J. Gold Associates. Shimanovich considera que a Mspsy tem mais de dez concorrentes , todos com as suas vantagens e desvantagens.

O conjunto inclui a PhoneSheriff, a Mobile Spy, a My Mobile Watchdog, a MobiStealth, a StealthGenie, a SpyPhone Básico Internet, a SpyBubble, a E- Blaster Mobile e a Flexispy.

Fonte:  CIO