dboxO Dropbox afirmou nesta ultima semana, que estava tendo progressos para restaurar o serviço após a conhecida plataforma de armazenamento de arquivos sair do ar na última sexta-feira.

Depois do anuncio Dropbox afirmou que mais de 99% dos usuários já podiam acessar seus arquivos. Mas 5% dos usuários estavam tendo problemas para sincronizar os arquivos a partir do cliente desktop, e cerca de 20% estavam tendo problemas com os aplicativos mobile do serviço.

“Em algumas horas, vamos liberar uma mudança que vai melhorar as coisas para esses usuários”, afirmou a empresa em seu blog.

O Dropbox negou as afirmações de que teria sido hackeado e atribuiu os problemas a “uma manutenção interna de rotina”.

Um dos problemas é relacionado ao uso de fotos no app. Ele desabilitou o compartilhamento de fotos e desligou a aba “Fotos” no dropbox.com. As fotografias ainda estão disponíveis por meio do cliente desktop e da aba “Arquivos” no dropbox.com, afirmou a empresa.

As quedas de serviço e possíveis ataques de cibercriminosos são algumas das principais preocupações dos usuários de serviços baseados na nuvem.

O Dropbox afirma salvar um histórico de todos os arquivos deletados e suas versões anteriores por 30 dias para todas as contas. A empresa usa o S3 (Simple Storage Service), da Amazon, para ter as versões criptografadas dos arquivos das pessoas, segundo o site.

Criado em 2007, o Dropbox alega ter cerca de 200 milhões de usuários espalhados por todo o mundo.

Fonte: Techive