Autor: Emerson Alecrim

Há pouco mais de três anos, a Intel desembolsou US$ 7,68 bilhões para se tornar dona da McAfee, uma das companhias de segurança digital mais tradicionais do mercado. Só que esta tradição foi suficiente apenas para manter este nome por algum tempo: a partir de agora, a McAfee será chamada de Intel Security.

O anúncio foi feito por Brian Krzanich, CEO da Intel, durante a CES 2014. A mudança da marca teve inicio essa semana, com o processo todo devendo ser concluído dentro de um ano, mas se falava desde o final de 2012 que a Intel planejava fazê-lo.

A companhia ainda não revelou nenhuma imagem referente à nova marca, mas já se sabe que o escudo vermelho que representa o logotipo da McAfee será mantido sob a justificativa de que o símbolo representa os “valores fundamentais da segurança e proteção”.

mcafee-logotipo-intel-company

As razões para este rebranding estar ocorrendo somente depois de três anos é que não ficaram claras. Uma das principais hipóteses é que esta seja uma tentativa da Intel de desassociar o negócio da imagem de John McAfee, que fundou a empresa que leva o seu sobrenome, mas que nos últimos anos ficou mais conhecido por suas excentricidades.

Em uma de suas mais recentes polêmicas, o executivo explica em um vídeo nada convencional como remover o McAfee Antivírus do computador, uma ousadia, não só pelo teor “NSFW” do material como também por sua publicação ter ocorrido no ano passado, quando a empresa já tinha outro dono.

Este é o cara maluco que fundou a McAfee

 

Também não está descartada a possibilidade de a Intel estar simplesmente tentando diversificar a sua imagem no mercado e, assim, deixar de ter seu nome associado apenas à fabricação de chips.

Certeza mesmo é que a companhia quer deixar claro que esta divisão é importante para os seus negócios. Como que para reforçar este aspecto, a Intel aproveitou a ocasião para revelar a intenção de disponibilizar, gratuitamente, soluções de segurança para dispositivos baseados em Android e iOS, além de prometer mais novidades para os próximos meses.

Atualização: não é que John McAfee “atacou novamente”? Questionado pela BBC sobre a notícia, o fundador da empresa respondeu o seguinte: “sou eternamente grato à Intel por me libertar desta terrível associação ao pior software do planeta. Estas palavras não são minhas, mas de milhões de usuários irados”. É uma figura mesmo.

Fonte: Tecnoblog