Autor: Eduardo Poggi

Diante das mudanças constantes de cenários e da multiplicidade de riscos incidindo sobre as empresas, há uma clara necessidade de os gestores definirem uma arquitetura consolidada de processos, informações e tecnologias. É assim que se pode monitorar toda a gama de aspectos implícitos na abordagem GRC (Governance, Risk and Compliance).

Na descrição de Eduardo Poggi, especialista em GRC da Módulo, as organizações líderes devem abraçar um “framework” gerencial comum para tratar adequadamente dos riscos e da conformidade. “Ele possibilita a tomada consciente de decisões, aumentando a eficiência e a agilidade nas respostas às necessidades de um ambiente de negócios dinâmico”, indica.

O consultor, como foi mencionado em matéria anterior deste portal, considera inaceitável que as organizações lidem com estes temas simplesmente com ações isoladas. “Nem se deve permitir que softwares ‘band-aids’, que não estão integrados à empresa, sejam utilizados como paliativos para a GRC”, acrescenta.

Apesar da evolução havida no Brasil em geral, situa Poggi, grande parte das organizações não têm no seu DNA a gestão de riscos e, por isso, não propagam este conceito no universo corporativo: “Cada área interna deveria incorporar na sua rotina diária o processo de mitigação, sob constante incentivo da direção”.

Muitas companhias, adiciona ele, normalmente implantam o GRC quando surge a mera necessidade de atendimento de uma regulamentação legal. Porém, enfatiza, “deveriam fazê-lo para gerenciar os riscos relacionados ao desempenho empresarial e consequentemente obter melhorias nos resultados”.

Mais pormenorizadamente, reafirma o consultor, deve haver uma área que atue diretamente no processo de gestão de riscos corporativos, buscando a integração contínua com todos os demais setores (incluindo o de TI), evitando-se a já comentada prevalência de “silos” segregados. “Ou seja, a empresa deve ter uma visão centralizada, mesmo que existam processos distribuídos”, conclui Eduardo Poggi.

Fonte: Executivos Financeiros