cloud_bigdataAutor: David Linthicum

Acredito que a melhor maneira de determinar se existem falhas ocorrendo na nuvem não é monitorar a nuvem em si, mas monitorar meu celular. Normalmente fico sabendo das interrupções quando os jornalistas me procuram para pedir comentários.

Uma pergunta comum em torno desses eventos é “o que as empresas podem fazer para se proteger”. As soluções são simples. No entanto, quando se considera a computação em nuvem, você não pode deixar de considerar os custos relacionados a uma interrupção. O que pode complicar as coisas.

Como arquiteto, jamais gostei de colocar todos os meus recursos em uma única tecnologia. Hoje isso significa um único provedor de nuvem.

Embora seja melhor ter backups em outros provedores de nuvem pública, a capacidade de manter cópias redundantes de dados e aplicativos em mais de um provedor de IaaS ou PaaS geralmente significa custos mais elevados.

Mas a razão mais comum para colocar os nossos dados e aplicativos em nuvens públicas não é reduzir as despesas operacionais? O uso de outros provedores para backup pode aumentar os custos a ponto de tornar a computação em nuvem sem sentido para os negócios?

Essa respostas depende da estrutura da cada um. Você tem que examinar seus próprios números para determinar a viabilidade do modelo de computação em nuvem para o seu negócio, incluindo o custo de riscos, tais como interrupções e falhas. E os custos de backup.

Na maioria dos casos, a computação em nuvem é uma vantagem econômica. Mas toda regra tem exceções.

Fonte: CIO