shutterstock_129038348A restrição do uso de aplicativos de terceiros melhora a segurança nas estações de trabalho corporativas e aumenta a produtividade dos funcionários. Porém, de acordo com uma pesquisa realizada pela Kaspersky Lab em colaboração com a B2B International em novembro de 2012, 57% das empresas não usam nenhuma ferramenta específica de controle de aplicações. Os criminosos virtuais têm nas mangas inúmeros truques para infectar um sistema. Por exemplo, eles disfarçam malwares como um aplicativo popular para quando um funcionário tentar executar o programa toda a infraestrutura seja comprometida. A fim de evitar esse tipo de incidente as empresas devem estabelecer e impor políticas de segurança que tratem especificamente da instalação e execução de aplicativos, mas nem todas fazem isso. De acordo com a pesquisa, a maioria não tem meios para controlar as aplicações e 17% não têm interesse em usar novas tecnologias de controle de aplicativos ou nem as conhecem.

Ocorre algo parecido em relação à conexão de dispositivos externos e portadores de dados: apenas 44% das empresas atentam para essa questão e empregam ferramentas de controle de dispositivos, enquanto 17% delas não conhecem essas ferramentas ou não estão interessadas em usá-las. Além disso, os malwares distribuídos por meio de USB representam uma ameaça contínua: somente em 2012, as soluções de segurança da Kaspersky Lab evitaram mais de 3 bilhões de tentativas localizadas de infecção. Quando os funcionários têm liberdade total para conectar qualquer dispositivo externo à rede corporativa, a probabilidade de vazamento de dados é maior.
A utilização de controles de endpoints pode trazer muitos benefícios para as empresas. O controle de aplicativos oferece proteção adicional contra malware e restringe o uso de apps de entretenimento, como jogos ou clientes torrent. O controle de dispositivos portáteis externos proíbe conexões não autorizadas, reduz a probabilidade de vazamento de dados e ajuda a impedir a infecção de estações de trabalho por meio de dispositivos impróprios. Por fim, o controle da Web permite banir totalmente ou impor limites de tempo de navegação em determinados sites. Isso evita que os funcionários desperdicem seu tempo em páginas não relacionadas ao trabalho e também adiciona proteção extra contra malware e sites fraudulentos.
Fonte: CorpTV