Autor: Ana Paula Lobo e Pedro Costa

A decisão do governo de querer impor a obrigatoriedade do armazenamento dos dados de brasileiros no país foi discutido em mesa-redonda durante o Futurecom 2013, realizado nesse ultimo mes, no Rio de Janeiro.

E a maior parte dos executivos de TICs contestou a eficácia dessa medida. “Ter um marco regulatório não é negativo. A questão é saber se essa regulação vai se sustentar. E o dado aqui não vai estar mais seguro”, pondera o diretor da TIVIT Brasil, Fernando Zangrene.

Para Mauricio Monteiro de Azevedo, diretor da Telefônica/Vivo, as ações de intervencionismo nunca trazem bons resultados e não são saudáveis. E ele adverte: “Para o governo legislar sobre uma questão, ele vai ter que fiscalizar. Como o governo vai fiscalizar 2 milhões de PMEs? Só as grandes empresas têm dados relevantes?”, indaga.

Se a questão é impor maior segurança, o Marco Regulatório não vai trazer os resultados esperados pelo governo, avalia o vice-presidente da Oracle, Fernando Lemos. “Os dados estarem aqui não vão dar mais segurança. Isso não é real”, pondera. O painel sobre Cloud Computing foi moderado pelo portal Convergência Digital. A CDTV mostra os principais pontos colocados sobre ter ou não um marco regulatório impondo a hospedagem de dados no país. Assistam:

Leia Também:

Governo do RN apresenta novo Centro Integrado de Segurança para Copa 2014

Governo prepara medidas para punir espionagem eletrônica no Brasil

Cibercriminosos usam site do governo e criam trojan para Linux

Fonte: Convergência Digital