torO Tor é um protocolo privado que tem como objetivo permitir que as pessoas a utilizem a internet anonimamente. Para isso ele redireciona o trafego da web por rotas difíceis de rastrear e atribui para o usuário um endereço de IP dinâmico e randômico que pode mudar a qualquer momento.

O projeto foi apontado como uma alternativa para o programa de vigilância da NSA, porém, segundo Scott Waddell, CTO da Iovation, “Criminosos estão sempre procurando meios para passarem despercebidos pelo radar. Enquanto o Tor parece ter sido criado para o bem, ele é utilizado para transações fraudulentas e abusivas.”

Para entender melhor como funciona o Tor, entre neste site informativo e no site da Eletronic Frontier Fundation, que explica o que pode ser interceptado mesmo utilizando o Tor e o HTTPS, ambos em inglês.

O estudo analisou 240 milhões de transações realizadas em agosto de 2013 originadas de sua base de dados de 1.5 bilhões de dispositivos. As transações utilizando o Tor foram identificadas por meio de uma tecnologia desenvolvida pela empresa que relaciona os IPs das transações com os IPs que fazem parte do Tor.

Leia Também:

Tira o olho, Obama!

Telefonia supera bancos e lidera ranking de fraudes no Brasil

Fraude como serviço já é uma realidade

Fonte: Flare Security