virus01Autor: Lincoln Spector, PCWorld EUA

Você trabalha duro para manter seu PC protegido dos vilões do mundo digital. Mantém seu antivírus sempre atualizado. Evita sites de natureza duvidosa. Não abre anexos suspeitos. Mantém o Flash, o Java e o Adobe Reader sempre atualizados ou, melhor ainda, aprendeu a viver sem eles. Mas ainda assim um novo e engenhoso Trojan conseguiu passar por uma fresta e agora você é o infeliz proprietário de um PC infectado. Ou então talvez um amigo menos atento tenha lhe pedido para ajudar a salvar uma máquina assolada por pragas.

É óbvio que é necessário fazer uma varredura no computador e remover o malware. Mas como? Preparamos este guia com uma abordagem metódica, que você pode usar para determinar qual é o problema, como fazer uma varredura e como proteger um PC recuperado de invasões futuras.

1. Verifique se há mesmo uma infecção

Será que o PC está mesmo infectado? Cansei de ver pessoas culpando um “vírus maldito” por tudo, de uma placa de som com defeito à própria estupidez. O primeiro passo para recuperar a saúde do sistema é determinar se você está mesmo lidando com um vírus, em vez de um problema de hardware, software ou erro de usuário. Se o PC está muito mais lento do que de costume, ou se costuma fazer coisas que você não pediu por “vontade própria” (abrir apps, acessar sites, etc), então há motivos para suspeita. Mas antes de dizer que um vírus é o responsável, abra o Gerenciador de Tarefas do Windows (clique com o botão direito do mouse sobre a barra de tarefas no rodapé da tela e selecione a opção Gerenciador de Tarefas no menu). Abra a aba Processos e veja se encontra algum app estranho ou desconhecido rodando em segundo plano, especialmente aqueles com um nome que parece não fazer sentido ou uma descrição suspeita. Por exemplo, um processo chamado wuauclt pode parecer suspeito, mas consultando a descrição descobrimos que ele pertence à Microsoft e é parte do Windows Update.

Claro, essa é apenas uma orientação geral. Não há nada que impeça um malware de se disfarçar de programa legítimo usando uma descrição inofensiva, ou mesmo de se ocultar do Gerenciador de Tarefas. Ainda assim, você ficaria surpreso ao ver quantas vezes um malware “entrega o jogo” com uma descrição ou nome do processo cheio de caracteres estranhos.

2. Procure por sinais claros de malware

Os piores malware irão tentar todos os truques possíveis para evitar que sejam removidos. Se seu PC subitamente deixar de abrir utilitários que podem ser usados na tarefa, como o msconfig ou regedit, fique de olho. Se seu antivírus subitamente deixar de funcionar, é um péssimo sinal. Às vezes o ataque é mais óbvio. Se um programa que você não reconhece aparece do nada e começa a dar “avisos” de “problemas sérios” com seu PC, ou pede seu número de cartão de crédito, seu PC está definitivamente infectado com malware.

Nunca dê o número de seu cartão de crédito, ou qualquer outra informação, a qualquer programa ou site que avise que seu PC está prestes a “morrer”. É quase certeza de que se trata de um componente de malware, que tenta assustar o usuário com avisos de erros críticos ou falhas de hardware.

Essas janelas mostrando centenas de ameaças em seu PC geralmente são malware tentando te assustar
Essas janelas mostrando centenas de ameaças em
seu PC geralmente são malware tentando te assustar

Muitas vezes eles usam nomes que sugerem um app de segurança, como “PC Protector Pro”, “Windows Web Security” e afins, e prometem uma “cura rápida” para os problemas se você pagar por um “upgrade”. Se você der seu número de cartão de crédito ou endereço de e-mail, duas coisas vão acontecer com certeza: a primeira é que você vai ser roubado. A segunda é que em breve irá começar a receber spam, boa parte dele contendo mais malware.

Ainda hoje, a Parte 2/3 de – 8 Dicas de como limpar um PC infectado por malware!!!

Veja Também:

Avira antivírus gratuito para Android permite bloquear aparelho ou apagar os dados em caso de perda ou roubo

Saiba como será o antivírus do futuro!!

‘Conficker’ esteve presente em mais de 52 mil ataques no Brasil em um ano

Fonte: PC World